Bestiário

Publicação: 12 de janeiro de 2013

Eu tenho um bestiário humano em minha mente.

E é algo bonito isso. Quando uma pessoa está além da sopa óbvia e insipida do tumulto da cidade, algo faz que essa pessoa seja associada a uma criatura mágica. Pode ser algo genérico, “sereia”, “belo povo”, “centauro”, “unicórnio”. Pode ser algo específico “dragões negros com chifres de madrepérola”, “woodwose”, “libélulas com corpo de bailarinas”, “sátiros com pelo malhado”.

As vezes, uma criatura assim salta diante dos meus olhos. E enquanto eu recolho a imagem dentro da minha mente, tenho o prazer de estar um pouco perto da pessoa.

Hoje meu bestiário mental me trouxe tanta gente querida, que nem sei como anotar tudo isso.


Tags ,
Categorias o mundo lá fora

Deixe um Comentário