Dia 04 – Você costuma ler certo livro só porque ele está em voga?

Publicação: 4 de outubro de 2012

Dia 04 – Você costuma ler certo livro só porque ele está em voga? Você é do tipo que lê o que todo mundo está lendo só para estar na “moda” ou segue o seu próprio estilo de leitura?

 

Então, como eu expliquei no post anterior, onde explicito que leio de forma obsessiva, no meu caso a pergunta seria: você deixa de ler um livro só porque está em voga?

E a resposta nesse caso é não. Eu vou ler o que estiver disponível. E se isso significa uma série de livros por cinco conto cada um no site do “subs”, eu vou ler.

Além disso, Super Sogra adora literatura seriada. Ela consome livros em série, e ter uma sogra que gosta de ler não é para qualquer um, eu tenho que valorizar. Então leio para ter o que conversar com ela. Isso me colocou lendo Crepúsculo, mas também Eragon, me fez descobrir Crônicas do Mundo Emerso, reler Anne Rice, e agora me tornou fanática por Crônicas de Gelo e Fogo.

E tem o fenômeno Harry Potter.

Eu comecei a ler HP junto com minha mãe, não sei bem porquê. Mas chegou na nossa mão o primeiro livro e logo depois lançaram o segundo. E nós mergulhamos naquela febre. Apesar de estarmos ambas fora do público alvo do livro, a ansiedade da espera pela próxima história, a construção do ambiente, o frissom, as pessoas discutindo o livro na rua, aquilo foi simplesmente demais.

Eu adoro isso: ver o envolvimento das pessoas com a história, esse mergulho no fantástico, é algo simplesmente genial.

Não dá para explicar o que era esperar HP ser lançado para quem não passou pelo fenômeno. Mas tivemos livros sendo “contrabandeados” antes da data do lançamento, tivemos esperas ansiosas, leitura de traduções feitas por fãs, teorias malucas, teorias coerentes, e no meu caso, caixas e caixas de lenços de papel (minha mãe é muito durona para chorar lendo, eu herdei do meu pai a habilidade de chorar até vendo propaganda de celular).

E é gostoso isso. Acho que ok, podemos questionar a sociedade de consumo e a indústria do entretenimento: eu sou uma comuna de nascimento, meu povo, sei muito bem disso. Mas ainda assim acho que quando livros são consumidos de forma a se tornarem moda, existe um potencial de mudança intrínseco. É o povo que leu HP e agora lê os calhamaços de oitocentas páginas de Crônicas de Gelo e Fogo. Ou os que foram ler Tolkien, e não foram poucos. E que nessa brincadeira chegam até a autores mais “cabeça”, e mergulham na literatura sem chance de retorno.

Então eu dou o maior apoio para moda de livro. As pessoas precisam ler: eu quero que elas leiam, e não sou purista. Tem que ler de tudo, tem que ler muito, e tem que ser divertido.

Diversão.

Perguntado sobre porque é importante ler, meu filho respondeu isso:

“Porque é divertido, oras.”

Para ele, discutir a importância de ler é estúpido. Porque ler é prazer.

 

Então, eu leio meus autores malditos, leio meu Bodinho (eu sou groupie do Baudelaire), leio meus autores de sci-fi velhacos, leio Jerônymo Monteiro, salve salve, e leio Dam Brown, só porque é divertido ver minha profissão vista de um ponto de vista detetivesco.


Tags
Categorias meme

Deixe um Comentário